Caminhões elétricos: vendas devem explodir até 2025, diz consultoria

0
574
Vista aérea de dezenas de caminhões estacionados

Os caminhões elétricos ainda estão em fase de testes em parte do mundo, afinal é preciso melhorar itens tecnológicos para aumentar a segurança e eficiência desses veículos. Porém, eles podem se tornar realidade mais rápido do que se imagina por ser uma tecnologia que não apenas traz mais sustentabilidade para o setor, como também traz bons retornos sobre o investimento.

De acordo com previsão da Consultoria Wood Mackenzie noticiada pelo Blog do Caminhoneiro, as vendas de caminhões elétricos devem explodir até 2025 nos Estados Unidos. Por lá, mais de 54 mil veículos elétricos devem passar a circular pelas estradas, contra 2 mil caminhões elétricos que circulam atualmente no país.

Os pontos de recarga também vão crescer e atingir 48 mil locais em 2025, segundo a mesma previsão. A mesma reportagem indica que os caminhões elétricos terão mais força no segmento de leves e médios, em rotas menores do que 450 km. Os caminhões desse segmento são, atualmente, os que mais emitem poluição no transporte de cargas. Dessa forma, os veículos elétricos vão contribuir na redução da poluição.

Motivações para caminhões elétricos

O estudo citado pelo site indica que o interesse de transportadores na tecnologia vai baratear os custos de produção de caminhões elétricos em médio prazo. Assim, as vendas vão disparar.

Ao mesmo tempo, a entrada de modelos no mercado como o Tesla Semi, que terão preço similar a um caminhão a diesel, também aumenta o interesse pelos elétricos, que podem ter autonomia de até 800 km.

Vale lembrar que caminhões elétricos já são uma realidade na Europa. Em 2009, a Renault Trucks foi a primeira a lançar veículos elétricos para o transporte rodoviário de carga. Desde então, vem sendo seguida por marcas como Volvo, Mercedes-Benz e Scania.

Os modelos elétricos contam com vantagens interessantes. Reportagem do Estadão indica, por exemplo, que o custo operacional de um caminhão elétrico é 67% menor do que o de um modelo similar com motor a diesel. Além disso, os caminhões se adequam melhor às regras de emissões de poluentes.

Para saber mais sobre caminhões e outras tendências do transporte rodoviário de carga, acompanhe o Link no Facebook e Instagram!

Facebook Comments